Lana Del Lovers
Lana Del Rey - Endless Summer Tour

Especial: ‘Endless Summer Tour’

Faltando pouco menos de uma semana para o aguardado retorno de Lana Del Rey aos palcos após um ano sem apresentações, vamos relembrar sua última turnê norte-americana: Endless Summer Tour, que teve início no dia 7 de maio de 2015 no estado do Texas e terminou na Flórida em 16 de junho e serviu para divulgar o Ultraviolence, terceiro disco de inéditas lançado em 2014. Apesar de ser uma turnê projetada apenas para apresentações nos Estados Unidos, devido à grande demanda, houveram algumas apresentações no Canadá.

Lembrando que o retorno de Lana Del Rey aos palcos será em alguns festivais, e a base das apresentações que estão por vir será o Honeymoon, seu último álbum lançado em 2015.

ATOS DE ABERTURA

A primeira série de shows contou com a presença de Courtney Love. A cantora e ex-mulher de Kurt Cobain revelou que aceitou participar de metade dos shows como ato de abertura a pedido de Lana: “Eu disse: ‘Lana, venha a Londres para os ‘British Fashion Awards’ comigo’, e ela estava tipo, ‘OK. Se eu fizer isso, então você tem que fazer um pouco da minha turnê’, e eu, ‘Certo, eu vou fazer um pouco da sua turnê.'”

A segunda série de shows teve como ato de abertura a cantora canadense Grimes, que revelou que faria parte da turnê no dia 1º de abril do ano passado, deixando os fãs intrigados se seria realmente verdade ou apenas mais uma brincadeira por causa da data. Para a felicidade de todos, ela realmente ficou como ato de abertura dos dez últimos shows da turnê.

PALCO E ESTRUTURA

Lana Del Rey - Endless Summer Tour

Sem dúvidas, o palco foi um grande responsável pelo sucesso dos shows, tanto pelo seu tamanho — 3 vezes maior que o da Paradise Tour — quanto pela interatividade e efeitos, além do cenário que remetia a glamourosa Hollywood dos anos 50 que parecia ser um set de filmagem de um antigo filme noir, que traz a sensação dos antigos festivais americanos. Dessa vez abandonando os monumentos antigos de leões nas extremidades dos palcos e as palmeiras tropicais ao fundo, Lana optou por um grande letreiro com as palavras Del Rey, com luzes sincronizadas e um grande telão de LED temático para cada música. A turnê foi projetada para ser recebida em alguns dos maiores anfiteatros e arenas abertas do país, e grande parte dos locais com capacidade para 15 mil pessoas.

FIGURINOS

Como de costume, cada show recebe um figurino diferente, porém sem trocas de roupas ao decorrer das apresentações. Todavia, as outfits dessa turnê, em específico, dividiram a opinião dos fãs que esperavam por algo mais fashionista como foram em um outro momento. Em geral, os looks foram vestidos curtos e outrora longos. Nos pés, sandálias altas, e o cabelo longo e castanho simples e objetivo, todos feitos exclusivamente para a ocasião. Separamos alguns de nossos favoritos:

SETLIST

A setlist também foi motivo de controversa, afinal, a turnê era suporte ao disco Ultraviolence, mas houveram pouquíssimas músicas do disco na setlist oficial — cinco, pra ser mais exato (Cruel World, West Coast, Ultraviolence, Brooklyn Baby Shades Of Cool). Alguns fãs ficaram insatisfeitos com a ausência de músicas inéditas, levando em conta que algumas dessas já haviam sido apresentadas em outras ocasiões. Em compensação, houveram alguns lives super especiais, como os covers Why Don’t You Do Right?, originalmente por Peggy Lee, e Chelsea Hotel No. 2, originalmente por Bob Dylan. Também tivemos Serial Killer, You Can Be The Boss e Us Against The World, que são algumas das unreleaseds mais conhecidas e que foram apresentadas pela primeira vez em anos.

CURIOSIDADES

  • O show do dia 09 de maio de 2015, que estava previsto para acontecer em Dallas, Texas, no Gexa Energy Pavilion, foi cancelado devido ameaças naturais. Um tornado estava previsto para a cidade no dia da apresentação, e minutos antes de subir ao palco, Lana Del Rey foi impedida pela equipe e somente Courtney Love apresentou-se naquela noite. O show, que deveria ser remarcado, acabou sendo cancelado e os 20 mil fãs foram estornados pela Live Nation, empresa responsável pelo evento.
  • A apresentação no festival Governorns Ball em Nova Iorque foi marcada por alguns problemas na acústica do local, impossibilitando as pessoas que estavam no fundo de ouvir as músicas com qualidade. Por causa disso, algumas pessoas deixaram o local antes do término do show. Lana Del Rey terminou o concerto normalmente e atendeu os fãs como nos outros shows.
  • Duas fãs brigaram na fila do primeiro show, que aconteceu no anfiteatro The Cynthia Woodslands Pavillion em The Woodland, Texas. Ao que tudo indica, a briga aconteceu por causa de algum desentendimento em relação a fila para entrar no local. O momento foi registrado por outros fãs que estavam no local:

  • No último show, que aconteceu no Coral Sky Amphitheatre em West Palm Beach, Flórida, no dia 16 de junho de 2015, duas músicas muito esperadas e pedidas finalmente foram apresentadas. Lana Del Rey cantou um trecho de Honeymoon a capella levando todos à loucura — essa foi a primeira amostra da música que até então não havia sido lançada. E por se tratar do aniversário de seu pai Robert Grant, ela cantou Florida Kilos para homenageá-lo — essa faixa sempre foi uma das mais pedidas pelos fãs ao longo da turnê.

Jallison Campos